Não há motivos suficientes para uma guerra, muito menos para uma guerra mundial

Vamos deixar uma coisa bem clara: não haverá terceira guerra mundial e nem uma invasão dos EUA ao Irã. Quem fala isso ou é retardado ou está fazendo humor. O motivo principal é bem simples: a guerra não interessa a nenhuma das partes. Apesar do radicalismo dos aiatolás iranianos, eles não são completos idiotas eContinuar lendo “Não há motivos suficientes para uma guerra, muito menos para uma guerra mundial”

Por que a direita brasileira é tão desorganizada?

Durante meus anos de faculdade, período em que construí minha formação no curso de Ciências Econômicas, muito me preocupava a situação do Brasil com o caminho que o país seguia ao continuar sob o controle do Partido dos Trabalhadores (estávamos em 2015). Com esta preocupação, passei a me envolver mais com política e ajudei aContinuar lendo “Por que a direita brasileira é tão desorganizada?”

Como a coletividade pode ser inimiga da liberdade

Nós liberais, e muitos libertários, conseguimos com certa facilidade observar as distorções que o Estado gera na sociedade e todas as suas formas de opressão. Contudo, quando entramos em questões mais espinhosas, por receio, por vezes medo de sermos associados ao tipo de esquerda que temos no Brasil, evitamos entrar em determinados assuntos, digamos, polêmicosContinuar lendo “Como a coletividade pode ser inimiga da liberdade”

Ser apolítico também é um posicionamento político

Nos últimos anos, com o cenário político brasileiro se tornando cada dia mais acalorado, foi comum escutar muitos lados e visões sobre assuntos políticos. Um desses assuntos foi a tentativa geral de definir melhor o que seria “esquerda” e o que seria “direita”, algo que, ao meu ver, foi muito positivo, considerando o estágio deContinuar lendo “Ser apolítico também é um posicionamento político”

Coletivismo não é fraternidade e individualismo não é egoísmo

Uma das grandes dificuldades no processo de difusão do pensamento liberal é a desmistificação de alguns termos que até então parecem favorecer os socialistas. Dois desses termos, muito citados na literatura liberal, é o “individualismo” e o “coletivismo”. O primeiro nós costumamos ouvir quando somos crianças: “Não podemos ser individualistas, temos que dividir.”, o mundoContinuar lendo “Coletivismo não é fraternidade e individualismo não é egoísmo”